Personagem Exemplo de Espírito do Século: O Gralha

Olá!

Para “dar um gostinho” do que pode-se aprontar com o Espírito do Século (SotC) que eu estou traduzindo (veja o preview aqui) estou apresentando mais um o primeiro PC de um Cenário que estou começando a preparar para o Espírito do Século chamado “Primordiais“.
PS: O cenário será publicado conforme as idéias forem surgindo, mas fiquem à vontade para adotar esses materiais à vontade;


O Gralha

Ladrão Redimido, Espião e Primordial

Características

  • Idade: desconhecida – por volta do 35
  • Sexo: Masculino
  • Nacionalidade: Desconhecida, aparentemente de país Anglófono
  • Cabelos: Moreno
  • Olhos: Azul
  • Características Marcantes: máscara de pássaro ocultado o rosto, se veste com roupas escuras.
  • A Aventura:  O Monastério de Saravasti – uma aventura dO Gralha
  • Aspectos: Pobre / Trombadinha / Espião / Vida Anulada – não “existe oficialmente” / Refugiado: Mosteiro de Saravasti / Busca por Redenção / Primordial / Robin Hood / “Minha vida passada é irrelevante” / Viajado
  • Perícias:
    • Soberbo: Ladinagem
    • Ótimo: Esportes, Furtividade
    • Bom: Empatia, Prestidigitação, Sobrevivência
    • Adequado: Armas Brancas, Briga, Resistência, Determinação
    • Mediano: Mistérios, Engenharia, Estudos, Ciência, Fascinar
  • Façanhas: Intuição para Armadilhas, Invasão Cronometrada, Mapa Mental, O Grande Golpe, Nocaute Furtivo
    • Nocaute Furtivo: (Façanha de Furtividade – Exige Furtividade Bom, Briga Adequado e Mapa Mental) – Gastando um Ponto de Destino, o Gralha tem direito a um ataque contra um alvo usando Furtividade ao invés de Briga. Se acertar, provoca imediatamente uma Conseqüência Severa “Inconsciente”. À exceção disso, não gera nenhum outro tipo de dano.
  • Trilha de Dano:
    • Saúde: [][][][][] []
    • Compostura: [][][][][] []

Nascido na pobreza, no início de sua vida o homem que viria a ser conhecido como O Gralha foi um trombadinha qualquer treinado por um ladrão mais experiente. Com a Grande Guerra, ele recebeu uma opção após ser preso: ser morto ou “agir em nome do país”. Sua vida foi completamrente anulada: não existem documentos oficiais com o seu nome, idade, data de nascimento, nada. Tecnicamente, o Gralha não apenas não existe como nunca existiu.
Não se sabe quantas missões ele cumpriu de espionagem, invasão e roubo de documentos secretos, mas se as lendas são verdadeiras a Guerra teria tido um rumo completamente diferente sem a ação do Gralha. É uma pena que suas ações não tenham sido reconhecidas por seus superiores após a Guerra: ameaçado de morte e sem contar com a proteção dos governos (ele “nunca existiu”, para começar), procurou refúgio em um Mosteiro em honra à deusa hindu Saravasti, onde recebeu mais conhecimentos e estudos em línguas, filosofia e artes de combate corpo-a-corpo.
Com o tempo e vendo os pecados que derivaram da Grande Guerra, ele voltou a usar a alcunha de O Gralha, para roubar dos opressores e ajudar a vida dos oprimidos, tornando-se um justiceiro, uma espécie de Robin Hood moderno, contando com as habilidades de espião e ladrão para proteger os mais fracos. Agindo no escuro, roubou fortunas inteiras para oferecer aos desfavorecidos, em busca de redenção pelo que fez no passado. Nessa época, abandonou o Mosteiro e passou a viajar o mundo. Nesse momento, Despertou como Primordial, deixando para trás sua vida pregressa, que tornou-se apenas passado.
Ninguém conhece realmente as feições do Gralha: ele está sempre oculto debaixo de sua máscara em forma de bico de pássaro, que lembra uma máscara de baile veneziano ou de Commedia Della Arte. Não usa armas de fogo e não mata, mas recorre às técnicas marciais aprendidas no Mosteiro de Saravasti para nocautear seus inimigos, e ainda assim recorrendo a isso como último recurso. De certa forma, ser um “ladrão bondoso”, um Robin Hood moderno, é a missão Primordial do Gralha.
Conhece diversos dos Primordiais e ajudou a resgatar a pequena sapeca Hannah Striker das mãos do inimigo mortal dela, Li Shang. Sabe que não é visto com bons olhos por muitos, inclusive por aliados como Katsuya, Cairo e até mesmo Angelus. Mas prefere uma hostilidade honesta à hipocrisia de ocultar as opiniões.
Seu inglês perfeito aparenta deixar claro que ele é americano ou britânico, mas o fato de falar de comidas exóticas e do panini italiano, dos pães sírios e do goulash húngaro indica que a nacionalidade e idade dele, como no caso de tudo quanto ao Gralha, é desconhecido.

Powered by ScribeFire.

Anúncios

Um comentário em “Personagem Exemplo de Espírito do Século: O Gralha

  1. […] Quinta-feira, 23 de Outubro de 2008 Ficha do Espírito do Século Posted by Fábio Emilio Costa under Espírito do Século, FATE, Ficha de Personagem, Materiais, SotC   Olá! Bem, vocês já viram o preview e já têm o Alpha do Espírito do Século, que podem aproveitar para conhecer o sistema. Vocês já possuem algumas informações do cenário que aos poucos vou construindo, “Primordiais”.Para começarem uma campanha, falta algo muito importante, a Ficha de Personagem.Não falta mais.Estou disponibilizando a ficha de personagem para Espírito do Século. É uma ficha simples, que deve resolver até conseguirmos fichas mais bem trabalhadas.E também estou demonstrando o preenchimento dessa ficha com um dos personagens de Primordiais, “O Gralha”. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s