Fate Core e FAE, a nova geração do Fate

Recentemente a Evil Hat disponibilizou uma nova versão do Fate, chamada Fate Core, Fate Core é a quarta geração do Fate, mas alguns podem a exergar como a versão 3.5 do mesmo. Fate Core foi financiado em uma campanha no Kickstarter extremamente bem sucedida (mais de US$ 450.000,00), podendo ser baixado no sistema pay-what-you-want (including free), ou seja, você pode pagar literalmente NADA pelos PDFs dos dois Fate Core.

Como assim, dois Fate Core:

Ok… Na verdade não temos dois PDFs do Fate Core, e sim um do Fate Core e um outro para uma versão lite do Fate Core, o Fate Accelerated Edition (FAE, ou poderíamos chamar de Fate Rápido ou Fate Expresso). Em especial, houve uma redução no número total de Aspectos (agora usa-se apenas um Aspecto por Fase). Além disso o número de Fases foi reduzido para três por padrão, deixando dois Aspectos em aberto para cinco no total: um deles é chamado High Concept (Conceito do Personagem) e o outro é chamado Trouble (dificuldade ou problema).

E o que mudou?

Se você vem do Espírito do Século ou de outros RPGs que o usaram como referência, como Diaspora, Icons, Dresden Files ou Starblaze Adventures, na realidade muita pouca coisa mudou, sendo que o Fate Core “apenas” deu uma limpada e tornou as regras mais concisas e práticas.

Na parte dos Aspectos, além dos Aspectos “especiais” que mencionamos, High Concept e Trouble, foi feita uma limpeza no sistema de regras e terminologias como marcar (tag) foram abolidas. Agora basicamente você Invoca (Invoke) Aspectos ou os Força (Compel). Você pode agora, o que não era permitido normalmente nas versões anteriores, usar Pontos de Destino para invocar múltiplos Aspectos. Além disso, no caso de Aspectos que foram descobertos/criados, você pode utilizar invocações gratuitas do mesmo, em combinação com outros Aspectos.

No caso das Forçadas, elas agora são relacionadas a decisões (seu personagem adota uma decisão que não era adequada), ou eventos (o seu personagem provocou um evento qualquer que o prejudica). Por fim, os Aspectos de Cena agora são chamados Aspectos de Situação (Situation Aspects)

Nas perícias, todas as ações que existiam nas várias perícias do EdS e outros foram resumidas em quatro ações gerais: Criar Vantagem (Create Advantage), Remover Obstáculo (Overcome Obstacles), Atacar (Attack) e Defender (Defend). Os rolamentos não são mais apenas sucesso/falha: uma falha pode ser transformada em um sucesso a grande custo (success at great cost), onde o personagem obtem seu intento, mas sofre algum tipo de problema sério. Como exemplo, pense em Harry Potter e a Pedra Filosofal, quando Harry e Hermione tem que conseguir com que o dragão que Hagrid chocou seja recolhido pelo irmão de Rony: eles conseguem, mesmo falhando nos testes, mas a um grande custo, sendo pegos pelo zelador Filch e perdendo muitos pontos para a Grifinória. Os sistemas de Conflitos e Concursos ficou extremamente mais simples. Cairam por terra os rolamentos modificados por outras perícias. A parte de trabalho em equipe também foi simplificada.

Três partes importantes em que a Evil Hat trabalhou bastante foram nas Façanhas (Stunts) e na parte sobre Criação de Cenários e Extras:

As Façanhas foram bastante limpas no Fate Core, formalizando um molde que já era perceptível em EdS, onde as Façanhas:

  • Ofereciam um bônus de +2 em algum tipo específico de rolamento;
  • Oferecendo uma nova Ação (ou modo de usar uma ação) a uma Perícia (as “substituir perícia X por perícia Y de EdS);
  • Criar uma exceção às regras para uma perícia;

Basicamente agora o mestre pode criar qualquer Façanha necessária apenas ajustando esses moldes para suas necessidades.

Existe todo um Capítulo sobre a Criação de Cenários e como usar múltiplos Aspectos para definir o mesmo. Por exemplo, se pensarmos em Evangelion, teremos alguns Aspectos como Anjos querem o Terceiro Impacto, Tokyo III e Robôs Gigantes. A partir de alguns Aspectos, você pode criar toda uma trama, combinando a isso os aspectos dos personagens.

Uma coisa importante que ficou mais ressaltada em Fate Core é Aspectos são verdade no jogo. Se um personagem tiver o Aspecto Caçado pelos Monges das Runas Vermelhas, isso já mostra que no cenário existe uma sociedade de Monges das Runas Vermelhas que estão caçando o personagem por algum motivo. Isso sempre foi muito importante, mas agora ainda mais.

Depois da bagunça dos sistema de Engenhocas e Cacarecos do EdS e afins, a Evil Hat agora criou um sistema de Extras bem detalhado. Um Extra é qualquer coisa que não possa ser, ao menos totalmente, descrito por Aspectos, Façanhas e Perícias. Para resolver isso, os Extras oferecem várias opções.

Em especial uma interessante que é o chamado Fractal Fate: para quem jogou FUDGE, sabe que um dos conselhos que era dado era de “transformar em personagens” coisas que fossem muito importantes, como Organizações, Exércitos para Batalhas Campais, Veículos, etc… O Fractal Fate é uma “volta às origens” para isso: você é capaz de descrever por meio de Aspectos, Perícias e Façanhas, qualquer coisa que você precise detalhar muito.

Os Extras também trazem as Permissões e custos. Permissões são condições que devem ser cumpridas para que o personagem obtenha um Extra. Por exemplo: em Harry Potter, se você considerar Magia um Extra, você pode exigir que a Permissão tenha a ver com um Aspecto (até mesmo o High Concept) seja relacionado a isso. Já os Custos indicam o que o personagem tem que fazer para melhorar em um determinado Extra. Poderíamos dizer, mantendo o exemplo, que o Custo de ser um bruxo de Hogwarts envolve o uso de níveis de Perícia (para indicar sua habilidade para a magia) e Façanhas (para obter habilidades incomuns).

Por fim, na parte de Campanhas, houve um maior esclarecimento dos Marcos (Milestones) e sua importância.

E quanto a esse tal de FAE:

Já no caso do FAE, temos um sistema bem mais simples que o Fate Core (comparo ao 3D&T), usando um conceito de Approaches (Abordagens) para os testes de ações. Enquanto no Fate Core são usadas perícias, ou seja, você diz no que você é bom, no FAE usa-se as Abordagens (Aprroaches), ou seja, de que maneira você realiza as coisas melhor. Você pode ser mais Cauteloso, ou Esperto, ou Enérgico. As Façanhas em FAE são um pouquinho diferentes do Fate Core, pois elas atuam em um sistema mais “resumido”: embora as partes principais do Fate Core ainda estejam lá (Aspectos, Façanhas, Pontos de Destino, As Quatro Ações, etc…), você atua em uma coisa bem mais simples. Ele ficou muito fácil de ser mestrado e totalmente compatível com Fate Core (você pode ir “migrando” aos poucos, trazendo regras novas). Uma coisa muito interessante é que você pode usar o FAE para “fractalizar” as coisas em Fate Core perfeitamente e combinar elementos de um no outro.

O quão ágil ele é em relação aos antigos FATE:

A verdade é que a Evil Hat fez um trabalho primoroso de racionalização (streamline) no sistema de regras, e isso facilita e muito adaptações, pois praticamente TUDO pode ser ajustado facilmente. Recursos como Extras, Fractal Fate, Abordagens, e os Marcos tornaram a coisa toda MUITO mais dinâmica.

Poxa, legal! Quando sai em português? Você pretende traduzir?

Na verdade já tenho uma cópia do Fate Accelerated Edition que traduzi para uso pessoal, mas já existe uma pessoa que está trabalhando em uma tradução do FAE e do Fate Core, da mesma forma que a Retropunk fez a tradução oficial do Espírito do Século com o cenário e tudo. Acompanhe o blog dele e a comunidade no Facebook para acompanhar a evolução da mesma. A idéia dele é que uma versão impressa seja realizada e financiada coletivamente. Pode crer que estou esperando com vontade por essa iniciativa e vou participar com vontade.

Vai sair mais coisa?

Sim. A Evil Hat está trabalhando em uma série de materiais adicionais. O primeiro a ser divulgado será o Fate System Toolkit (os backers do kickstarter já têm acesso ao mesmo) ainda esse ano, que será uma espécie de Livro do Mestre do Fate Core, com novas regras que você poderá adicionar a suas campanhas de Fate Core (lembrando que essas regras são opcionais – vocẽ pode já mestrar suas aventuras tanto com Fate Core quanto com FAE apenas com os módulos básicos em PDF). Além disso, existe o planejamento para uma série de adaptações estão já em produção, incluindo versões de Dresden Files e de Espirito do Século (Young Centurion) para FAE, entre outras várias versões de materiais da Evil Hat. Dê uma olhada na página do Kickstarter para ver o que vem, e prepare seu bolso, porque tenho certeza que esses materiais vão valer cada centavo que você puder colocar neles.

“Eu falar ingrêis e quero Fate Core NOW!!!”

A boa notícia, amigo brazuca como eu, é que os PDFs estão sendo vendidos, como disse no início,pay-what-you-want (including free)!!! No site do Fate, você pode baixar os PDFs e, se desejar, fazer uma contribuição via PayPal à Evil Hat. Se preferir, tem a opção também de obter os PDFs tanto do Fate Core quanto do FAE via DrivethruRPG.com. Nesses casos, você ainda consegue obter eles (no mesmo esquema de preço), em ePub e mobi, ou seja, podendo usar em leitores de eBook como iPad, tablets Android e no Kindle.

Onde posso encontrar material e tirar dúvidas?

OK… Em teoria ainda não tem muito material para Fate Core…

A verdade é que já tem muita coisa para ele.

Existem comunidades no Facebook para o Fate 2.0, EdS e Fate Core. Mas em especial para Fate Core recomendo a comunidade do Google+, onde o debate é intenso e qualquer dúvida encontra solução. Além disso, lá muita gente (eu entre eles) está divulgando adaptações, regras, Extras, e tudo o que você conseguir imaginar, com a grande vantagem de que, como muita coisa está disponível via Google Drive, fica muito fácil de ler e baixar conteúdo! Embora lá o conteúdo seja em inglês, vá por mim, vai valer a pena, pois muitos bons designers e mestres de Fate Core (incluindo caras como Fred Hicks, Rob Donoghue e Leonard Balsera, entre outros) estão prontos a ajudar.

Você não tem mais desculpas para evitar jogar Fate. Está pronto para agarrar o Destino?